sexta-feira, 15 de abril de 2011

Textos do Prof. Sabbag

O Professor Eduardo Sabbag gentilmente permitiu que fossem disponibilizados, aqui no blog, alguns interessantes artigos dele a respeito da língua portuguesa (é até desnecessário aqui apresentá-lo, e dizer que, além de autor de obras de Direito Tributário, ele é também estudioso e autor de (e, agora, doutorando em) língua portuguesa.
Fiquei muito grato com a colaboração dele, e tenho certeza de que os leitores do blog vão gostar dos textos:





2 comentários:

Anônimo disse...

Bons textos do Sabbag. E a maior aberração é a utilização indiscriminada das expressões "o mesmo", "a mesma", "do mesmo", "da mesma" nas peças jurídicas. Este é um vício muito comum em textos escritos por advogados, juízes e promotores. Mas corre à boca pequena aqui em São Paulo que o tal do "mesmo" é um maníaco que ataca nos elevadores paulistanos. Nem o FBI, a Polícia Federal, o pessoal do Law & Order e o Professor Pasquale conseguiram prender este maníaco. Por isto que criaram uma comunidade no Orkut chamada "Eu tenho medo do Mesmo"´para trocarem experiências e dicas de segurança; é meio que uma terapia de grupo virtual (rs...). Abraços. Leandro

Álisson disse...

Sobre o novo acordo ortográfico, o texto foi bem em cima do que há de mais estranho nas novidades (ou pelo menos aquelas para as quais eu já havia atentado). Há apenas um detalhe que pode ter passado despercebidamente, aproveitando a metáfora das "medalhas" olímpicas: a mesma regra ortográfica levou o pódio e ainda ficou em quarto lugar. O prefixo "co" agora junta tudo, mesmo quando a outra palavra inicia-se com "o". Essa regra é certamente a que causa mais estranheza em relação aos resultados, especialmente as campeãs (corréu, coerdeiro e corresponsável).

Ocorreu um erro neste gadget